Mundo Informatico

Um Mundo sem fim


Skype para Windows 10 – Microsoft prepara aplicação universal


A Microsoft tem apostado em unificar a experiência de utilização das suas aplicações em PC, tablet e mobile através do Universal Windows Plataform. Nessa linha, a gigante americana prepara-se agora para lançar uma nova aplicação universal do Skype que deverá estar disponível muito em breve.

image9

O Skype é uma das principais ferramentas de comunicação no Windows 10 (e em outras versões do sistema operativo da Microsoft). Agora a empresa prepara-se para lançar uma aplicação universal do Skype para Windows 10 com algumas novidades e melhorias, além de unificar a experiência entre as aplicações PC e Mobile.

Para a primeira versão da aplicação, são esperadas as seguintes opções:

  • Entrar com uma conta Microsoft e associar um Skype ID


  • Mostrar e alterar o estado


  • Ver a lista dos contactos existentes


  • Iniciar uma conversa com qualquer pessoa na lista de contactos


  • Ver que a outra pessoa está a escrever


  • Fazer Logout


  • Fazer chamadas de voz e videochamadas individuais e mandar mensagens


  • Personalizar a experiência com emoticons e emojis


  • Enviar Fotografias


  • Ver notificações para chamadas e mensagens fora da aplicação


  • Participar em conversas de grupo existentes.
  • image10

    Em futuras actualizações, está planeado adicionar à aplicação as seguintes opções:

  • Começar uma conversação com qualquer pessoa, seja ou não um utilizador Skype


  • Criar um grupo e enviar mensagens para grupos


  • Chamadas de voz e vídeo para grupos


  • Partilhar o ecrã, ficheiros e mensagens de vídeo


  • Gerir notificações de conversações individuais


  • Muitas outras opções
  • image11

    Segundo o mspoweruser, que teve acesso a esta nova versão, é uma melhoria significativa face à aplicação Messaging + Skype do Windows 10, embora existam algumas arestas por limar, especialmente na aplicação mobile que ainda apresenta alguns problemas de desempenho.

    Em resumo…

    O que é mais interessante é a Microsoft dar o dito por não dito, quando aqui há uns meses a empresa pensou em “matar” esta versão moderna do Skype. As políticas de decisão alteram-se rapidamente e nem sempre se percebe o argumentário usado quer para desligar… quer para reanimar uma experiência que aparentemente não teve o sucesso que se esperava e que acabou por ser descontinuada.